Penal de Challapalca
Localização Tarata, Departamento de Tacna, Peru
Tipo Penitenciária de segurança máxima
Administração Instituto Nacional Penitenciario del Perú (órgão do Ministério da Justiça do Peru)
Inauguração Maio de 1997

Penal de Challapalca é um centro penitenciário situado na província de Tarata, Departamento de Tacna, no sul do Peru. Localizada a cerca de 4850 metros de altitude, é a penitenciária mais alta do planeta.[1] A prisão foi edificada entre 1996 e 1997, tendo no ano de 2019 182 presos de alta e média periculosidade.[2]

O presídio é caracterizado por situar-se numa zona de elevada altitude, longe de povoados com população relevante, num entorno hostil e com condições climáticas extremas (com temperaturas que podem ficar abaixo de -20 °C durante as noites de inverno).[3][2]

O presídio situa-se numa elevada região da cordilheira dos Andes.
Departamento de Tacna, no Peru (em vermelho).

Presos de alta periculosidadeEditar

Ordenados segundo a data de captura e reclusão.[3]

Jacinto Aucayari Bellido † Alias: Cholo Jacinto. Chefe do grupo "Los Injertos del Fundo Oquendo". Morreu em Challapalca após 12 anos de reclusão.
Rodolfo Orellana Chefe de uma máfia que operava em diversos níveis do estado.
Joran van der Sloot Assassino.
Carlos Timana Copara Sicário e assaltante de bancos. Líder do bando "Los Destructores".
Román León Arévalo Alias: El viejo paco. Líder do bando de sicários "La Gran Familia".
Alexander Campos Vásquez Alias: El borrego. Líder do bando de sicários "Los sanguinarios de Bagua".
Gerald Oropeza Chefe de um grupo dedicado ao tráfico de drogas.
Gerson Gálvez Alias: Caracol. Narcotraficante chefe do bando "Barrio King del Callao".

Referências