Manuel Merino
97.º Presidente do Peru
Período 10 de novembro de 2020
até 15 de novembro de 2020
Antecessor Martín Vizcarra
Sucessor Francisco Sagasti
Presidente do Congresso do Peru
Período 16 de março de 2020
até 10 de novembro de 2020
Antecessor Pedro Olaechea
Sucessor Luis Valdez
Deputado do Peru
por Tumbes
Período 16 de março de 2020
até 10 de novembro de 2020
Período 26 de julho de 2011
até 26 de julho de 2016
Período 26 de julho de 2001
até 26 de julho de 2006
Dados pessoais
Nome completo Manuel Arturo Merino de Lama
Nascimento 20 de agosto de 1961 (59 anos)
Tumbes, Peru
Nacionalidade peruano
Cônjuge Mary Peña Carruitero (c. 1985)
Filhos 3
Partido Ação Popular
Religião Catolicismo
Profissão Agrônomo

Manuel Arturo Merino de Lama (Tumbes, 20 de agosto de 1961) é um agrônomo e político peruano, foi presidente do Peru de 10 de novembro de 2020 a 15 de novembro do mesmo ano.[1][2] Antes de assumir o cargo constitucionalmente, foi deputado representando o eleitorado de Tumbes para o mandato de 2020–2021, no qual também serviu nos mandatos de 2001–2006 e 2011–2016.[3]

Em 9 de novembro de 2020, o legislativo peruano depôs o presidente Martín Vizcarra, após declará-lo "moralmente incompetente" e destituí-lo do cargo. No dia seguinte, como presidente do Congresso, Merino tornou-se o novo chefe da Nação seguindo a linha de sucessão estabelecida na constituição do país.[4]

Infância e educaçãoEditar

Manuel Arturo Merino de Lama nasceu em 20 de agosto de 1961, na cidade de Tumbes. É filho de Pedro Merino Hidalgo e Elba de Lama Barreto. Em 1985 desposou Mary Jacqueline Peña Carruitero, uma professora de primeira infância, com quem teve três filhos: Elba Jacqueline, Sandra Lisbeth e María Teresa.[5]

Concluiu o ensino fundamental no Colégio Santa María de la Frontera em 1973 e o ensino médio no Centro Educacional "Imaculada Concepción" no ano de 1978, ambos na sua cidade natal. Em 1979, matriculou-se na Universidade Nacional de Piura para estudar agronomia, não chegando a concluir seus estudos de graduação.[6]

Carreira profissionalEditar

Em 1983, Merino começou como produtor agropecuário e comerciante, ao mesmo tempo em que se dedicava à pecuária, atuando como membro do Fundo Pecuário de Tumbes (FONGAN), presidente de Marketing da Associação dos Produtores de Banana, presidente da Associação de Comerciantes de Bananas e Frutas em Geral, membro da Comissão de Defesa Agropecuária de Tumbes, representante dos Produtores Agrários de Tumbes, presidente da Comissão Eleitoral da Comissão de Irrigação da Margem Esquerda do Rio Tumbes, e presidente da Comissão Permanente de a Dívida Agrária de Tumbes.

Em dezembro de 2000, Merino coordenou diretamente com as diferentes organizações agrárias do departamento, para obter o cancelamento das dívidas contraídas com o Estado e o refinanciamento das mesmas com as entidades financeiras privadas.

Vida políticaEditar

Merino se inscreveu na Ação Popular, no ano de 1979.[7] De Tumbes, passou a integrar o Comando da Juventude, para mais tarde tornar-se membro ativo do partido. Em 2000, presidiu a Frente de Unidade Nacional composta por partidos e movimentos políticos.

Em seguida, foi escolhido pelas bases da Ação Popular para concorrer a uma vaga no Congresso peruano nas eleições gerais de 2001.[8][9] Foi eleito para o Congresso com a contagem de votos mais alta em Tumbes para o mandato de 2001-2006.[10] Com destaque, ele presidiu o Comitê de Defesa do Consumidor de 2003 a 2004.

Na eleição geral de 2006, não conseguiu ser reeleito, já que a coalizão da Frente Central obteve apenas 5 cadeiras em nível nacional, a maioria de Lima.[11]

Nos anos seguintes, teve participação ativa no Comitê Executivo Nacional de Ação Popular, o que o impulsionou a concorrer novamente ao Congresso nas eleições gerais de 2011. Como parte da Aliança Eleitoral do Possível Peru, que uniu a Ação Popular, Nós Somos o Peru e o Peru Possível, ele foi eleito com sucesso para o círculo eleitoral de sua cidade natal para o mandato 2011-2016.[12]

De 2011 a 2012, Merino atuou como primeiro-vice-presidente do Congresso, durante a presidência parlamentar de Daniel Abugattás. Da mesma forma, de 2012 a 2013, presidiu a Comissão de Habitação. Ele também foi porta-voz suplente da bancada parlamentar da Frente Ampla de Ação Popular e vice-presidente da Caucus Congressional da Amazônia, de 2011 a 2013.[13]

Presidente do CongressoEditar

Nas eleições extraordinárias de 2020 foi eleito deputado representante de Tumbes para o período complementar 2020-2021.[14] Em 16 de março, quando foi instalada a sessão plenária, Merino foi eleito presidente do Congresso da República com 93 votos a favor, contra Rocío Silva Santisteban, que obteve apenas um total de 14 votos.[15]

Presidência do PeruEditar

Em 9 de novembro de 2020, após um movimento de vacância de legitimidade questionada, Merino substituiu Martín Vizcarra,[16] ato amplamente rejeitado pela população em protestos e descrito como um "golpe" por meios de comunicação como o La República.[17] Após vários protestos, 5 dias depois Manuel Merino renúncia o cargo, também renunciaram 13 dos 18 ministros do governo.[18][19]

Referências

  1. «Manifestantes vão às ruas em Lima, no Peru, contra posse do novo presidente». CNN Brasil. Consultado em 10 de novembro de 2020 
  2. «Manuel Merino toma posse no Peru e se torna o 3º presidente do país em 4 anos». G1. Consultado em 10 de novembro de 2020 
  3. «Merino de Lama, Manuel Arturo». www.congreso.gob.pe. Consultado em 10 de novembro de 2020 
  4. S.A.P, El Mercurio (9 de novembro de 2020). «Congreso peruano aprueba moción de vacancia y destituye al Presidente Martín Vizcarra | Emol.com». Emol (em Spanish). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  5. «hRESEÑA HISTORICA». www4.congreso.gob.pe. Consultado em 10 de novembro de 2020 
  6. «Voto Informado». votoinformado.jne.gob.pe. Consultado em 10 de novembro de 2020 
  7. «Infogob | Observatorio para la Gobernabilidad». Infogob (em inglês). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  8. «Manuel Merino de Lama». www4.congreso.gob.pe. Consultado em 10 de novembro de 2020 
  9. Quinto, Catalina (9 de novembro de 2020). «Manuel Merino: Un repaso a la vida política del nuevo presidente del Perú [PERFIL]». RPP (em espanhol). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  10. «Infogob | Observatorio para la Gobernabilidad». Infogob (em inglês). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  11. «Infogob | Observatorio para la Gobernabilidad». Infogob (em inglês). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  12. «Infogob | Observatorio para la Gobernabilidad». Infogob (em inglês). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  13. «Manuel Arturo Merino De Lama». www4.congreso.gob.pe. Consultado em 10 de novembro de 2020 
  14. Comercio, El. «Elecciones 2020: Lista de Congresistas Electos | #TúDecides». El Comercio.pe (em espanhol). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  15. Palacios, Oswaldo (16 de março de 2020). «Manuel Merino de Lama es elegido nuevo presidente del Congreso». RPP (em espanhol). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  16. PERÚ, NOTICIAS EL COMERCIO (10 de novembro de 2020). «Manuel Merino: ¿Qué sucede después de la vacancia presidencial contra Martín Vizcarra? | Congreso de la República | Presidente del Perú | Ministros | | POLITICA». El Comercio Perú (em espanhol). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  17. LR, Redacción (10 de novembro de 2020). «Manuel Merino juró como nuevo presidente del Perú 2020 tras vacancia de Martín Vizcarra». larepublica.pe (em espanhol). Consultado em 10 de novembro de 2020 
  18. «EN VIVO | Junta de Portavoces se reúne para evaluar renuncia de Manuel Merino tras las muertes de dos jóvenes en la Marcha Nacional | Ántero Flores-Aráoz | Congreso de la República | Vacancia presidencial». RPP (em espanhol). 15 de novembro de 2020 
  19. «Renunciaron 13 de los 18 ministros del gabinete de Merino en Perú». Infobae (em espanhol). 15 de novembro de 2020 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias

Precedido por
Martín Vizcarra
97.º Presidente do Peru
2020
Sucedido por
Francisco Sagasti
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.