Tenista Emma Raducanu
Raducanu WMQ18 (16) (42834286534).jpg
Emma em 2018
País  Reino Unido
Residência Londres, Inglaterra, Reino Unido
Data de nascimento 13 de novembro de 2002 (18 anos)
Local de nasc. Toronto, Ontário, Canadá
Altura 1,75 m
Treinado por Andrew Richardson
Profissionalização 2018
Mão Direita (backhand com as duas mãos)
Material Esportivo Nike
Prize money US$ 2,803,376
Simples
Vitórias-Derrotas 74–22
Títulos 1 WTA, 3 ITF
Melhor ranking 23.ª (13/09/2021)
Ranking atual simples 23.ª (13/09/2021)
Wimbledon 4R (2021)
US Open V (2021)
Duplas
Vitórias-Derrotas 0–0
Torneios principais de duplas
Última atualização em: 13 de setembro de 2021.

Emma Raducanu (Toronto, 13 de novembro de 2002) é uma tenista profissional britânica.

Emma ganhou o US Open de 2021 ao bater a canadense Leylah Fernandez no dia 11 de setembro de 2021, aos 18 anos, sendo a oitava jogadora mais jovem da história a conquistar um Grand Slam. [1] Ela ganhou três títulos de simples no circuito ITF.

BiografiaEditar

Emma é filha de um romeno e uma chinesa, Raducanu nasceu em Toronto, no Canadá e se mudou para o Reino Unido aos dois anos de idade.[1][2]

Carreira profissionalEditar

Raducanu se profissionalizou em 2018.[3] Raducanu ganhou destaque rapidamente em 2021. Ela alcançou o ranking mundial de solteiros no topo da carreira 150, alcançado em 23 de agosto de 2021. Classificada como 338 no mundo, ela alcançou a quarta rodada em sua estreia como wildcard no Campeonato de Wimbledon de 2021.[4] Isso a ajudou a ganhar acesso à qualificação para o US Open no final daquele ano; depois de se classificar com sucesso para o sorteio principal, ela chegou à final, tornando-se a primeira qualificada na Era Aberta, masculino ou feminino, a fazê-lo.[5]

Primeiro título de Grand SlamEditar

No Aberto dos Estados Unidos, Raducanu venceu Bibiane Schoofs, Mariam Bolkvadze e Mayar Sherif em dois sets na qualificação para entrar no sorteio principal. Lá ela venceu Stefanie Voegele, Zhang Shuai, Sara Sorribes Tormo, Shelby Rogers, Belinda Bencic e Maria Sakkari para chegar à final, não perdendo nenhum set em nenhuma partida.[6][7] Como resultado, ela subiu mais de 100 posições no ranking para entrar no top 100 e no top 50 pela primeira vez em sua carreira, ultrapassando Johanna Konta como a tenista solo feminina britânica nº 1.[8][9][10] Ela se tornou a única tenista solo (masculino ou feminino) a chegar à final no Aberto dos Estados Unidos na Era Aberta, a semifinalista do Aberto dos Estados Unidos com a pior classificação desde Kim Clijsters em 2009, e a mais jovem desde Maria Sharapova em 2005.[5] Ela também foi a quinta jogadora no Open Era a chegar às semifinais em sua estreia no Aberto dos Estados Unidos.[11] Após a vitória de Leylah Fernandez nas semifinais, Raducanu se tornou a segunda jogadors nascida em 2002 a chegar à final do Aberto dos Estados Unidos. Raducanu se tornou a primeira mulher britânica em 53 anos a chegar à final depois de Virginia Wade. Foi a primeira final de simples feminino totalmente adolescente desde o Aberto dos Estados Unidos de 1999 entre Serena Williams e Martina Hingis.[12]

Raducanu bateu a canadense Leylah Fernandez na final por 2 sets a 0 (6-3, 6-4) e foi a primeira mulher britânica em 44 anos a ganhar um Grand Slam, a última havia sido Virginia Wade em Wimbledon, no ano de 1977. Em relação ao Aberto dos EUA o tabu era mais duradouro ainda. A última conquista feminina do país, também com Wade, ocorrera em 1968. Raducanu se tornou a oitava jogadora mais jovem da história a ganhar um título de Majors. Com o título em Nova York, Emma passou da 150ª posição para 23ª posição no ranking mundial da WTA, subindo 127 posições e alcançando seu recorde da carreira no ranking. Também foi a primeira tenista na história vinda da fase de classificação a ganhar um Grand Slam.[1]

Finais da WTAEditar

Simples: 1 final (1 título)Editar

Legenda
Grand Slam (1–0)
WTA Tour (0–0)
WTA 1000 (0–0)
WTA 500 (0–0)
WTA 250 (0–0)
Finais por piso
Duro (1–0)
Saibro (0–0)
Grama (0–0)
Carpete (0–0)
Resultado N. Data Torneio Categoria Piso Oponente Placar
Campeã 1–0 11 de setembro de 2021 US Open Grand Slam Duro Canadá Leylah Fernandez 6–4, 6–3

WTA 125K finaisEditar

Simples: 1 final (1 vice)Editar

Resultado N. Data Torneio Categoria Piso Oponente Placar
Vice 0–1 Ago 2021 WTA 125 Chicago, EUA WTA 125K Duro Dinamarca Clara Tauson 1–6, 6–2, 4–6

ITF FinaisEditar

Simples: 5 finais (3 título, 2 vices)Editar

Legenda
Torneios $100,000 (0–0)
Torneios $80,000 (0–0)
Torneios $60,000 (0–0)
Torneios $25,000 (1–1)
Torneios $15,000 (2–1)
Finais por superfície
Duro (3–2)
Saibro (0–0)
Grama (0–0)
Carpete (0–0)
Resultado V–D    Data    Torneio Categoria Piso Oponente Placar
Campeã 1–0 Maio 2018 ITF Tiberias, Israel 15,000 Duro Bélgica Hélène Scholsen 7–6(7–3), 6–4
Campeã 2–0 Out 2018 ITF Antalya, Turquia 15,000 Duro Chéquia Johana Marková 6–4, 6–2
Vice 2–1 Mar 2019 ITF Tel Aviv, Israel 15,000 Duro Itália Corinna Dentoni 4–6, 3–6
Campeã 3–1 Dez 2019 ITF Pune, Índia 25,000 Duro Reino Unido Naiktha Bains 3–6, 6–1, 6–4
Vice 3–2 Mar 2020 ITF Sunderland, UK 25,000 Duro Bulgária Viktoriya Tomova 6–4, 4–6, 3–6

Recorde vs. jogadoras Top 10Editar

Jogadoras ativas em negrito[13]

Jogadora Anos Recorde Vitórias % Duro Saibro Grama Último jogo
Números 4 do ranking
Suíça Belinda Bencic 2021 1–0 100% 1–0 Venceu (6–3, 6–4) na US Open de 2021
Total 2021 1–0 100% 1–0
(100%)
0–0
( – )
0–0
( – )
Estatísticas atualizadas até 13 de setembro de 2021.

Referências

  1. a b c «Emma Raducanu vence o US Open sem perder sets e põe fim a jejum de 44 anos». Globoesporte.com. 11 de setembro de 2021. Consultado em 13 de setembro de 2021 
  2. Hardinges, Nick (16 de setembro de 2021). «Emma Raducanu reunited with parents after historic US Open win». London Broadcasting Company (em inglesa). Consultado em 17 de setembro de 2021 
  3. Hamilton, Tom (3 de julho de 2021). «Britain's Emma Raducanu, 18, storms into Wimbledon fourth round Biography». ESPN. Consultado em 9 de setembro de 2021 
  4. «Brit Raducanu, 18, into Wimbledon 4th round». ESPN.com (em inglês). 3 de julho de 2021. Consultado em 6 de julho de 2021 
  5. a b «Raducanu beats Bencic, becomes 1st qualifier to reach US Open semis in Open Era». Women's Tennis Association 
  6. "Emma Raducanu storms into US Open fourth round to set up potential Ashleigh Barty clash" by Mikael McKenzie Daily Express (4 de setembro de 2021)
  7. «Raducanu to face Barty conqueror after thrashing Sorribes Tormo at US Open». the Guardian. 4 de setembro de 2021 
  8. «Raducanu reaches US Open semi-finals» – via www.bbc.com 
  9. «A closer look at 'special' rising tennis star Emma Raducanu». The Independent. 9 de setembro de 2021 
  10. «Emma Raducanu marches into US Open semis with easy win over Bencic». Guardian. 8 de setembro de 2021. Consultado em 9 de setembro de 2021 
  11. «Qualifier Raducanu makes history, beats Bencic to reach US Open semi-finals». Tennis Majors. 8 de setembro de 2021 
  12. «Emma Raducanu roars past Sakkari to set up US Open final against Fernandez». Guardian. 10 de setembro de 2021. Consultado em 10 de setembro de 2021 
  13. «Head to Head». WTA Tennis 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias
Wikidata Base de dados no Wikidata