Apollo 8
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Módulo de comando CM-103
massa 28 817 kg
Módulo de serviço SM-103
Módulo lunar Lunar Test Article (LTA-B)
massa 9 026 kg
Número de tripulantes 3
Base de lançamento Cabo Kennedy
Lançamento 12:51:00, 21 de dezembro de 1968 (UTC)
Aterrissagem 15:51:42, 27 de dezembro de 1968 (UTC)
8.7° N 165° 1.2' O
Órbitas 10 órbitas lunares
Duração 6 d 03 h 00 m 42 s
Imagem da tripulação
Esq. p/ dir.: Anders, Lovell, Borman.
Esq. p/ dir.: Anders, Lovell, Borman.
Navegação
AP7lucky7.png Apollo 7
Apollo-9-patch.png Apollo 9

Apollo 8 foi a segunda missão tripulada do Projeto Apollo . A missão decolou em 21 de dezembro de 1968 e retornou em 27 de dezembro de 1968.

Embora os astronautas Frank Borman, James Lovell e William Anders não tenham pousado no solo lunar, na noite de Natal de 1968 eles foram os primeiros homens a circum-navegar a Lua, enviando inéditas fotos do solo lunar. Adicionalmente eles foram os primeiros humanos a abandonar a órbita terrestre. Esta missão também foi a primeira a gerar uma transmissão televisiva ao vivo do espaço; enquanto circundavam a Lua naquela noite de Natal, os três ocupantes da nave se revezaram na leitura dos dez primeiros versículos do livro do Gênesis, enquanto a câmera transmitia a imagem da Terra, em preto e branco. A transmissão fora, à época, o programa de televisão mais assistido da história.

TripulaçãoEditar

Tripulação de BackupEditar

Parâmetros da missãoEditar

MissãoEditar

Esta missão não estava planejada inicialmente, mas foi escalada na última hora para evitar que os soviéticos fossem os primeiros a levar homens a circum-navegar a Lua. Esta possibilidade era iminente pois os soviéticos acabavam de ser bem sucedidos em circum-navegar a Lua, em missões Zond não tripuladas.

A missão tinha um componente de risco já que, pelo cronograma alterado, o Módulo Lunar não havia sido ainda terminado. Como o motor do Módulo Lunar servia como motor reserva para o retorno a Terra, caso o motor principal falhasse, eles teriam apenas uma chance de retornar da Lua. Tudo correu bem, e a missão foi um sucesso, colocando os Estados Unidos pela primeira vez a frente da URSS na corrida pela conquista da Lua, já que as missões Zond tripuladas foram atrasadas por problemas no programa espacial soviético (estas missões jamais ocorreriam).

O sucesso desta missão, acompanhada pelo maior número de pessoas até então ao redor do mundo, pavimentou o caminho para a Apollo 11 e o pouso na Lua no ano seguinte, com o próprio Neil Armstrong, comandante dessa missão.

GaleriaEditar

Referências

Ver tambémEditar

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Apollo 8

Ligações externasEditar