Alberto Dualib
Presidente do Sport Club Corinthians Paulista
Período 11 de fevereiro de 1993
a 21 de setembro de 2007
Antecessor(a) Marlene Matheus
Sucessor(a) Clodomil Orsi
Dados pessoais
Nascimento 14 de dezembro de 1919
Penápolis[2], São Paulo
Morte 13 de julho de 2021 (101 anos)[1]
São Paulo, São Paulo
Cônjuge Elvira Real (c. 1940–2011)[2]
Profissão dirigente esportivo e empresário

Alberto Dualib (Penápolis,[2] 14 de dezembro de 1919São Paulo, 13 de julho de 2021)[1] foi um dirigente esportivo e empresário brasileiro. Presidiu o Sport Club Corinthians Paulista de 1993 até 2007, ano em que renunciou ao cargo.[3]

BiografiaEditar

Nascido no município de Penápolis,[2] no interior de São Paulo, seus pais eram Habib Kalil Dualibi ("Abílio Dualib") e Helem Ansarah ("Hiland Dualib"), imigrantes libaneses cristãos da cidade de Zahlé.[4] Sua família transferiu-se para a capital do estado quando Alberto tinha dez anos de idade. A casa onde nasceu é demarcada com uma placa em sua homenagem.

CorinthiansEditar

Sua administração no Sport Club Corinthians Paulista foi vitoriosa, conquistando títulos importantes, entre eles o Mundial de clubes da FIFA 2000 e o midiático bicampeonato Brasileiro de 1998 e 1999. Porém, nos últimos anos de mandato, teve sua popularidade com a torcida corintiana reduzida, devido a escândalos financeiros e repetidas crises internas. Culminando com parte da torcida organizando o movimento Fora Dualib para tirar o mesmo do poder.[5]

Dualib foi reeleito pela última vez na madrugada de 3 de fevereiro de 2006, após uma série de protestos da torcida organizada Gaviões da Fiel, mas não pôde tomar posse no mesmo dia, já que a oposição, liderada por Waldemar Pires, ex-presidente do clube, que esteve no comando no início dos anos 80, moveu uma ação judicial contra o atual presidente. Dualib, porém, conseguiu barrar a liminar e permanecer no posto.

Em julho de 2007, Dualib foi acusado pelo Ministério Público Federal de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha na participação conjunta com a MSI, antiga parceira do clube.[6][7] Com isso, Dualib correu sérios riscos de ser afastado do cargo ou até mesmo de sofrer um impeachment.[8]

No dia 7 de agosto, em reunião realizada pelo conselho do clube, foi definido seu afastamento do cargo por dois meses. Seu substituto nesse período foi Clodomil Orsi. Com a descoberta de novos fatos, no dia 21 de setembro de 2007 Dualib decidiu renunciar ao cargo de presidente, encerrando cerca de 14 anos como líder do clube.[3]

Dualib foi proprietário da empresa All Latex Indústria e Comércio de Artigos Esportivos LTDA que produzia essencialmente tênis para a prática de atividades esportivas. A fábrica era situada no bairro de Tatuapé, na Rua Santa Virginia, e atualmente o local é ocupado por prédios residenciais. Na época os calçados All Latex eram muito conhecidos, principalmente o clássico tênis para futebol de salão que competia o mercado com os tênis da Penalty.

Nos últimos anos foi processado pelos crimes de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha em ação penal da Justiça Federal. Ao mesmo tempo, foi processado na Justiça Estadual por crimes de formação de quadrilha e estelionato.[9]

MorteEditar

Após ter sido internado no dia 1 de julho,[10] Alberto Dualib morreu no dia 13 de julho de 2021, no Hospital Santa Catarina, aos 101 anos. A causa da morte não foi informada.[1]

Referências

  1. a b c «Morre Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians, aos 101 anos». GloboEsporte.com. 14 de julho de 2021 
  2. a b c d Ofício de registro civil do subdistrito da Lapa, São Paulo. «Talão de registro de casamento de Alberto Dualib». 1940-05-25. Consultado em 14 de abril de 2021 
  3. a b «Dualib renuncia à presidência do Corinthians». O Globo. 21 de setembro de 2007. Consultado em 14 de julho de 2021 
  4. Isaura Daniel - Agência de Notícias Brasil-Árabe. «A grande árvore dos Duailibi». 2010-07-16. Consultado em 14 de julho de 2021 
  5. «Cópia arquivada». Consultado em 25 de julho de 2007. Arquivado do original em 2 de julho de 2007 
  6. «Ministério Público aponta indício de lavagem de dinheiro na MSI». Folha de S.Paulo. 14 de abril de 2005. Consultado em 14 de julho de 2021 
  7. «Por unanimidade, Corinthians decreta fim da parceria com MSI». UOL. 24 de julho de 2007. Consultado em 14 de julho de 2021 
  8. «Com prisão decretada, Berezovsky nega acusações da Justiça brasileira». Folha de S.Paulo. 13 de julho de 2007. Consultado em 14 de julho de 2021 
  9. «Corinthians: saiba mais sobre o ex-presidente Alberto Dualib». Yahoo!. 31 de outubro de 2019. Consultado em 14 de julho de 2021 
  10. «Aos 101 anos, Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians, é internado». ISTOÉ. 1 de julho de 2021 

Ligações externasEditar